Verrugas Plantares: A Explicação

 

Verrugas plantares (nome científico: verrucae pedis) são um tipo específico de verrugas que aparecem nos pés.[1] Tal como uma verruga comum, as verrugas plantares são inofensivas e normalmente acabam por desaparecer sem tratamentos – mas podem tornar-se dolorosas (devido à pressão exercida sobre as mesmas enquanto anda)[2] ou uma fonte de desconforto. Nessas alturas talvez queira recorrer a tratamentos para as fazer desaparecer.

Neste artigo, apresentamos as principais causas do aparecimento de uma verruga plantar, qual o seu aspeto, como podem ser tratadas e o que pode fazer para minimizar o risco de as contrair.

Qual a causa do aparecimento de uma verruga plantar?

Tal como acontece no caso das verrugas comuns, estas são também causadas por um vírus da família do Vírus do Papiloma Humano (HPV) que invade a pele através de pequenos cortes ou arranhões. Pode levar meses até que a verruga apareça após a infeção. As verrugas são contagiosas e propagam-se em condições com humidade. Normalmente espalham-se através de superfícies húmidas de uso comum, como piscinas públicas ou duches comunitários. Podem até propagar-se através do chuveiro da sua casa. Uma outra coisa importante de referir é que as verrugas podem ser contraídas durante atividades de grupo em que seja necessário estar descalço, como é o caso do ioga.[3]

 

Qual é o seu aspeto?

As verrugas plantares são pequenas saliências irregulares que se alojam na planta dos pés.[4] São brancas e normalmente com um ponto negro (vaso sanguíneo) à sua superfície. A verruga plantar mantem-se plana, ao contrário da comum que aumenta de volume.[5]

 

Como posso tratar a minha verruga plantar?

Tal como no caso da verruga comum, o Stop Verrugas de Scholl é uma excelente opção de tratamento. Este método vai fazer com que a verruga congele levando-a a cair de forma natural ao fim de 10-14 dias, e fazendo com que nova pele cresça no seu lugar.[6]   

 

Prevenir o seu aparecimento

Não pode eliminar completamente o risco de contrair uma verruga plantar, mas há alguns passos que pode dar para ajudar a proteger-se do HPV (o vírus que causa as verrugas) e como tal, ajudar a minimizar esse risco.

Tal como é recomendável na prevenção de verrugas comuns, é também recomendável para as verrugas plantares que não partilhe toalhas, calçado ou meias com alguém que tenha uma verruga plantar. É também recomendável que mantenha os seus pés secos e que mude de meias todos os dias, uma vez que não o fazer pode dar uma oportunidade ao HPV de se propagar. Para além disso, não raspe ou arranque uma verruga plantar, uma vez que isso pode levar a que ela se espalhe para outras partes do corpo, e não toque na verruga de outras pessoas, já que isso fará com que fique exposto ao vírus HPV.

Se tiver estado numa área que o pode ter levado a ficar exposto ao HPV, lave muito bem os seus pés com um sabonete desinfetante.[7]

 evitar verrugas

 

[1] http://podiatrymed.co.nz/1070-2/

[2] http://www.webmd.boots.com/foot-care/verrucas-symptoms-treatment-prevention

[3] http://www.webmd.boots.com/foot-care/verrucas-symptoms-treatment-prevention

[4] http://www.webmd.boots.com/foot-care/verrucas-symptoms-treatment-prevention

[5] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Symptoms.aspx

[6] http://www.scholl.pt/cuidado-do-pe/verrugas/dr-scholl-stop-verrugas/

[7] http://www.webmd.boots.com/foot-care/verrucas-symptoms-treatment-prevention?page=2