Verrugas Comuns: A Explicação

 

As verrugas podem ser extremamente desagradáveis.

Aparecem como pequenas protuberâncias na pele das mãos e dos pés, e variam em aparência podendo desenvolverem-se de forma singular, ou em aglomerados. Algumas são suscetíveis de afetar determinadas áreas do corpo, como é o caso da verruga plantar (nome científico: verrucae pedis), que é um tipo de verruga que aparece apenas na planta do pé (e que é explicada em profundidade neste artigo). Por outro lado, as verrugas, também conhecidas como verrugas comuns (nome científico: verrucae valgaris), são geralmente encontradas na ponta dos dedos dos pés, nas mãos e nos dedos das mãos.

Em primeiro lugar, deve ter curiosidade em saber como se formam. Neste artigo, analisamos detalhadamente como se desenvolvem e se espalham, qual o seu aspeto, como pode tratá-las, e o que pode fazer para minimizar o risco de contraí-las e impedir que elas se espalhem.

Como se desenvolvem e espalham as verrugas?

Se contraiu uma verruga, significa que provavelmente entrou em contato com um vírus que a possa ter criado em algum momento no passado, mesmo que já tenha passado bastante tempo. O mais comum é que as pessoas contraiam verrugas por contato direto entre peles, como por exemplo durante um aperto de mão. As verrugas podem também ser contraídas ao usar objetos como uma toalha usada por alguém com verrugas ou algo tão simples como uma maçaneta de uma porta.[1]

As verrugas são infeções na camada superior da pele, causadas por um vírus da família do Vírus do Papiloma Humano (HPV). Com mais de 100 variedades diferentes, os vírus tendem a causar verrugas quando estes entram em contato direto com uma pele danificada ou com uma ferida, como por exemplo um corte feito na depilação ou a fazer a barba. Esta é a razão pela qual os homens podem vir a ter verrugas na área da barba, e as mulheres muitas vezes acabam por as ter nas pernas.[2]

 

Qual o aspeto de uma verruga?

A verruga comum é redonda ou em forma oval, firme e elevada, normalmente com uma superfície áspera, irregular, que pode variar no tamanho, de 1mm a 1cm de diâmetro. Normalmente não causam dor, embora ocasionalmente deem comichão ou possam vir a sangrar. Podem desenvolver-se de forma singular ou em aglomerados.[3]

 

Como podem ser tratadas?

As verrugas podem acabar por desaparecer sem tratamento, mas podem também espalhar-se para outras partes do corpo se não forem tratadas.[4] Pode decidir tratá-las caso estejam a causar-lhe algum desconforto ou dor (embora seja raro causarem dor).[5]

O Stop Verrugas de Scholl remove as verrugas comuns e plantares com base no método de congelamento com azoto líquido. Após a aplicação, formar-se-á uma pequena bolha sob a verruga, que cai geralmente entre 10 a 14 dias e uma nova pele saudável crescerá no seu lugar.[6]

Outra forma de tratamento é com ácido salicílico. Este é o ingrediente ativo de grande parte dos medicamentos para verrugas encontrados em farmácias. O ácido salicílico pode danificar a pele saudável, por isso é importante que a proteja com vaselina ou com um penso protetor à volta do ponto onde vai aplicar o tratamento.[7] Pode ainda alisar a verruga e fazê-la baixar de tamanho com uma lima ou com pedra-pomes (evite partilhá-la com outras pessoas) antes de aplicar o tratamento. Repita este processo uma vez por semana à medida que vai fazendo o tratamento. De todas as vezes que tratar a sua verruga, deixe a área de molho por cinco minutos para que fique mais suave, e depois siga as instruções do medicamento.[8]

Um adesivo protetor pode ser uma outra opção. Este tratamento consiste em colocar um adesivo na sua verruga durante uma semana. Se o adesivo se descolar, substitua-o por outro. Ao fim de uma semana descole o adesivo e coloque a verruga de molho por momentos. Deixe-a ao ar durante a noite e aplique um novo adesivo de manhã. Este processo deve ser repetido até que a verruga desapareça por completo, ainda que possa demorar algum tempo: até dois meses. Há pouca informação sobre a eficácia deste método, mas a existência de efeitos secundários é rara, ainda que a pele à volta da verruga possa ficar irritada.[9]

 

Prevenir o aparecimento das verrugas

A maior parte das pessoas vai contrair verrugas em algum momento da vida – mas há pequenos passos que podem ajudar a minimizar o risco de as vir a desenvolver e outros que podem ajudar a prevenir que elas se espalhem, caso as tenha.[10]

Lavar as mãos com regularidade é um passo importante. Faça por manter a sua pele saudável e hidratada, e faça um esforço para não roer as unhas ou as suas cutículas. Se o fizer, há uma maior probabilidade do HPV se espalhar.[11]

Para além disso, lembre-se de usar toalhas limpas em espaços comuns como um ginásio, e calce luvas se usar equipamento de ginásio partilhado enquanto tem uma verruga, estas ajudarão a evitar que a verruga se espalhe. Tome também cuidado ao fazer a barba, uma vez que o HPV pode espalhar-se com facilidade se se cortar.[12]

 como evitar verrugas

  

[1] http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/features/viruses-cause-skin-warts#1

[2] http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/features/viruses-cause-skin-warts#1

[3] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Symptoms.aspx

[4] http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/features/viruses-cause-skin-warts#3

[5] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Treatment.aspx

[6] http://www.scholl.pt/cuidado-do-pe/verrugas/dr-scholl-stop-verrugas/

[7] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Treatment.aspx

[8] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Treatment.aspx

[9] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Treatment.aspx

[10] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Prevention.aspx

[11] http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/warts-faq-questions-answers#1

[12] http://www.nhs.uk/Conditions/Warts/Pages/Prevention.aspx